Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Ucrânia quer acordo internacional com garantia semelhante a que existe na OTAN
Istambul, Turquia – A Ucrânia pede um “acordo internacional” para garantir sua segurança, tendo vários países como fiadores, declarou o negociador ucraniano, David Arakhamia, após várias horas de discussões com os russos, nesta terça-feira, 29, em Istambul, Turquia.

“Insistimos em um acordo internacional que seja assinado por todos os fiadores de segurança”, afirmou Arakhamia.

O negociador disse que seu país quer um “mecanismo internacional de garantias onde os países fiadores atuem de forma análoga ao capítulo 5º da Otan”.

O artigo 5º do tratado da Aliança Atlântica estabelece que um ataque contra um de seus membros é considerado uma agressão a todos os demais.

Segundo Arakhamia, a lista de países que a Ucrânia deseja ter como fiadores inclui Estados Unidos, China, França e Reino Unido, membros do Conselho de Segurança da ONU, mas também Turquia, Alemanha, Polônia e Israel.

“A Ucrânia aceitará um ‘status’ neutro, se o sistema de garantia de segurança funcionar”, acrescentou.

Para que essas garantias entrem em vigor o mais rápido possível, a Crimeia e os territórios de Donbass controlados por separatistas pró-Rússia seriam “excluídos temporariamente” do acordo, acrescentou o negociador.

Ele também considerou que, após as discussões desta terça-feira em Istambul, as condições são “suficientes” para um encontro entre o presidente russo, Vladimir Putin, e seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky.

País busca pacto que garanta que ataques ao seu território seja equivalente a agressões aos fiadores do documento

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy