Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Rússia acusa Google e Youtube de incitar ‘atividades terroristas’
Moscou – A agência reguladora das telecomunicações da Rússia, Roskomnadzor, acusou nesta sexta-feira, 18, o gigante americano Google e seu serviço de vídeo YouTube de atividades “terroristas”. Essa é a primeira etapa para um possível bloqueio dos sites, como aconteceu com o Twitter, Instagram e vários meios nas últimas semanas.
Segundo a Roskomnadzor, usuários do YouTube “divulgam publicidade com chamadas para encerrar as conexões ferroviárias da Rússia e de Belarus”, um país aliado de Moscou desde que auxiliou na ofensiva contra a Ucrânia pelo norte do país.
“As atividades de administração do YouTube são de natureza terrorista e ameaçam a vida e a saúde dos cidadãos russos”, afirmou a Roskomnadzor, citada pela agência Interfax.
Denunciando a “posição claramente anti-russa” do Google, a agência afirma que exigiu da empresa americana “que pare com a difusão dos vídeos antirrussos o quanto antes”.
A Rússia também bloqueou o acesso às populares redes sociais Instagram, Facebook e Twitter e iniciou ações contra o grupo Meta, acusado de propagar “apelos por assassinato” de russos.
O país é um dos mais restritivos em matéria de liberdade de imprensa e de expressão e a situação piorou nas últimas semanas com o bloqueio da maior parte dos meios independentes, após o início da ofensiva contra a Ucrânia em 24 de fevereiro.

Declaração é a primeira etapa para um possível bloqueio dos sites

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy