Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Motorista atropela uma multidão e mata seis pessoas durante desfile de carnaval na Bélgica
Bruxelas – Um motorista atropelou uma multidão reunida para o carnaval em Strépy-Bracquegnies, no sul da Bélgica, na manhã deste domingo, 20. Pelo menos seis pessoas morreram e 26 ficaram feridas, segundo as autoridades locais.
O incidente aconteceu por volta das 5h00 (1h00 de Brasília). “Um carro em alta velocidade atropelou a multidão que se reuniu para participar (do carnaval)”, informou o prefeito da cidade vizinha La Louvière, Jacques Gobert.

De acordo com um comunicado do prefeito, um grupo de cerca de 100 pessoas que havia se reunido para o carnaval acabava de deixar o ginásio Omnisports para ir ao centro do vilarejo quando um veículo avançou no meio da multidão.

“No estado atual da investigação, sabemos que um veículo atropelou um grupo de pessoas e que lamentamos seis mortes, 26 feridos”, incluindo “10 pessoas em risco de morte”, declarou Damien Verheyen, procurador-adjunto do rei de Mons, durante uma coletiva de imprensa em La Louvière.

“O carro estava ocupado por duas pessoas que foram detidas”, acrescentou, especificando que eram de La Louvière e nascidas em 1988 e 1990, respectivamente.

O responsável apontou que a pista de atentado terrorista está excluída por enquanto.

“Notícias horríveis de Strépy-Bracquegnies”, lamentou no Twitter o primeiro-ministro belga, Alexander De Croo. “Uma comunidade que estava se reunindo para festejar foi atingida em cheio no coração”.

“Meus pensamentos vão para as vítimas e seus entes queridos. Todo o meu apoio também vai para os serviços de emergência por sua ajuda e assistência prestada”, acrescentou De Croo, que deve visitar a localidade durante o dia, acompanhado pelo rei Philippe.

Na Bélgica, as cidades e vilarejos organizam muitos desfiles de rua para o carnaval, os mais conhecidos em Binche e Aalst.

Como o de Binche, o evento de Strépy-Bracquegnies recebe participantes fantasiados, os “Gilles”, convocados de manhã cedo para participar do desfile.

“Eu estava andando pelo lado”, disse uma testemunha, Théo, na televisão pública belga RTBF. “Eu me virei e vi um carro avançando”.

“Ele chegou muito rápido e não freou. Continuou e atingiu um Gille 100 metros adiante”, continuou o jovem. “Havia muita gente no chão”.

“O que era para ser uma festa se transformou em tragédia. Estamos monitorando a situação de perto”, escreveu a ministra do Interior, Annelies Verlinden, em seu perfil no Twitter.

“Minhas sinceras condolências às famílias e amigos daqueles que morreram e ficaram feridos no incidente ocorrido esta manhã em Strépy”, acrescentou.

Na vizinha Alemanha, em 24 de fevereiro de 2020, na cidade de Volkmarsen (oeste), um homem dirigiu seu veículo propositalmente contra a multidão durante um desfile de carnaval, ferindo cerca de 90 pessoas, incluindo crianças. Ele foi condenado em dezembro passado à prisão perpétua.

A Alemanha foi atingida pelo ataque jihadista mais mortífero em seu solo em 19 de dezembro de 2016, quando um motorista dirigindo um caminhão matou 12 pessoas e feriu dezenas em um mercado de Natal em Berlim.

O país sofreu vários ataques semelhantes desde então, na maioria das vezes perpetrados por pessoas com problemas mentais, como em dezembro de 2020, quando um alemão matou cinco pessoas, incluindo um bebê, ao dirigir seu carro por uma rua de pedestres na cidade de Trier, sudoeste da Alemanha.

Pelo menos 26 pessoas ficaram feridas, dez correm risco de morte. Possibilidade de atentado terrorista está descartada por enquanto

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy