Portal Jornal

Seu portal de notícias!
McDonald’s anuncia o fechamento de 850 restaurantes na Rússia
A rede de lanchonetes americana McDonald’s anunciou nesta terça-feira, 8, a decisão de fechar temporariamente seus 850 restaurantes na Rússia e suspender todas as operações no país, seguindo o passo de várias multinacionais que decidiram se distanciar de Moscou após a invasão russa na Ucrânia.

O grupo continuará remunerando seus 62.000 funcionários no país, assegurou em uma mensagem o diretor-geral da empresa, Chris Kempczinski.

O McDonald’s era, de certa forma, o símbolo das grandes empresas que haviam decidido manter suas atividades até agora na Rússia, quase duas semanas depois do início do conflito com a Ucrânia.

Nas redes sociais, porém, a empresa estava sendo cada vez mais pressionada, em particular através da hashtag #BoycottMcDonalds (“boicote ao McDonald’s”, em tradução livre do inglês).

“A situação é extraordinariamente difícil para uma marca mundial como a nossa e há muitas considerações a fazer”, enfatizou Kempczinski em sua mensagem.

Além disso, a Rússia, onde o McDonald’s gerencia diretamente mais de 80% dos restaurantes que levam o seu nome, representa 9% do volume de negócios do grupo e 3% de seu lucro operacional.

“Ao mesmo tempo, respeitar nossos valores significa que não podemos ignorar o sofrimento humano inútil que acontece na Ucrânia”, acrescentou o diretor-geral.

O McDonald’s “continuará avaliando a situação e determinará se serão necessárias medidas adicionais”, frisou Kempczinski.

Atualmente, é “impossível prever” quando os restaurantes poderão reabrir, segundo o executivo. Além da situação humanitária, o grupo deve administrar as perturbações na cadeia de suprimentos e outros problemas operacionais.

Outras grandes redes americanas – como Starbucks, KFC e Pizza Hut – são administradas na Rússia por proprietários independentes, sob o sistema de franquia ou licença.

A Yum! Brands, matriz de KFC e Pizza Hut, anunciou na noite de segunda-feira a suspensão de todos os seus investimentos no país e se comprometeu, assim como a Starbucks, a distribuir todos os lucros de suas atividades na Rússia para operações humanitárias.

Nesta segunda-feira, 7, a Netflix também anunciou que encerraria as suas atividades no país de Vladimir Putin. A empresa, que estava há menos de um ano na Rússia, não chegava a ter nem um milhão de clientes no local. Desde a semana passada, a empresa já tinha anunciado a suspensão dos trabalhos de produção.

Decisão foi tomada após empresa sofrer pressão nas redes sociais

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy