Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Zelensky pede à ONU para ‘garantir a segurança’ de usina nuclear ocupada pela Rússia
O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelensky, pediu à Organização das Nações Unidas (ONU) para “garantir a segurança” da usina nuclear de Zaporizhzhia, ocupada pela Rússia e alvo de bombardeios, após receber nesta quinta-feira (18) o secretário-geral da instituição multilateral, Antonio Guterres.

“A ONU deve garantir a segurança deste local estratégico, sua desmilitarização e sua completa libertação das tropas russas”, afirmou Zelensky em declaração pouco depois de sua reunião com Guterres em Lviv (oeste da Ucrânia).

O presidente ucraniano denunciou o “terror deliberado” provocado pela Rússia, que “pode ter consequências catastróficas para todo o mundo”. Rússia e Ucrânia se acusam mutuamente de ter bombardeado a usina nuclear de Zaporizhzhia (sul), a maior da Europa. As forças russas ocupam as instalações desde março, poucas semanas depois de ter invadido a ex-república soviética.

O governo ucraniano afirma que a Rússia armazena armas pesadas na usina e que bombardeia posições ucranianas. Também acusa as tropas russas de disparar contra setores da usina com o objetivo de atribuir esses bombardeios à Ucrânia. As autoridades russas negaram nesta quinta-feira ter usado armas pesadas no local e afirmaram que ali há apenas unidades encarregadas de garantir a segurança das instalações.

Moscou também acusou Kiev de preparar uma “provocação esmagadora” na usina por ocasião da visita do secretário-geral da ONU à Ucrânia. A ONU e os Estados Unidos pediram na quinta-feira da semana passada o estabelecimento de uma zona desmilitarizada ao redor da usina. Uma demanda que a Ucrânia vem formulando há muito tempo.

Ucrânia acusa tropas russas de bombardearem as instalações para culpar o país

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy