Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Ucrânia divulga vídeo de aliado de Putin preso pedindo para ser trocado por soldados e civis em Mariupol
Kiev – As forças de segurança da Ucrânia divulgaram, nesta segunda-feira (18), um vídeo que mostra o empresário Viktor Medvedchuk, próximo ao presidente russo Vladimir Putin e que foi detido pelas tropas de Kiev, pedindo para ser trocado por soldados e civis cercados na cidade de Mariupol.

Do lado russo, a televisão estatal exibiu um vídeo de dois prisioneiros que foram identificados como os cidadãos britânicos Shaun Pinner e Aiden Aslin, capturados nos combates na Ucrânia e que pedem ao primeiro-ministro Boris Johnson que negocie sua libertação.

“Quero falar ao presidente russo Vladimir Putin e ao presidente ucraniano Volodymyr Zelensky para pedir que me troquem por defensores ucranianos e por moradores de Mariupol”, afirmou no vídeo.

Zelensky propôs em 12 de abril a Moscou a troca de Medvedchuk, que foi detido no mesmo dia, pelos ucranianos retidos na Rússia.

O Kremlin evitou o tema alegando que o empresário, de 67 anos, não é um cidadão russo e não tem nenhum vínculo com a “operação militar especial”.

Medvedchuk estava em prisão domiciliar desde maio de 2021 após ter sido acusado de “alta traição” e de “tentativa de roubo dos recursos naturais da Crimeia”, a península ucraniana anexada pela Rússia em 2014.

Em 26 de fevereiro, dois dias depois do início da invasão russa, a polícia informou que o empresário estava foragido.

O magnata é o 12º homem mais rico da Ucrânia e tem uma fortuna avaliada em 620 milhões de dólares, segundo a revista Forbes. Seus vínculos com Putin são conhecidos e há relatos de que o presidente russo é o padrinho de uma de suas filhas.

O empresário é o fundador do partido pró-Rússia “Plataforma de oposição pela vida”, que tinha quase 30 deputados no Parlamento da Ucrânia antes de ser proibido em março, após a invasão russa.

No vídeo divulgado pela TV russa, os dois britânicos pedem uma troca por Medvedchuk. Eles não especificam se estão detidos por forças russas ou por aliados separatistas de Moscou na região de Donetsk, no leste da Ucrânia.

A gravação é apresentada como uma entrevista ao jornalista Andrei Rudenko, do canal público russa (VGTRK). O repórter mostrou aos dois homens um vídeo divulgado na semana passada por Oksana Marchenko, esposa de Medvedchuk, que pede a troca do marido pelos dois britânicos. Em seguida, os detentos pedem a troca, em inglês.

De acordo com a imprensa russa, os dois foram capturados depois de lutar com as forças ucranianas em Mariupol. Eles pertencem a uma unidade que se rendeu às forças de Moscou na semana passada.

Do lado russo, a televisão estatal exibiu um vídeo de dois prisioneiros capturados nos combates e que pedem ao primeiro-ministro Boris Johnson que negocie sua libertação

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy