Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Ucrânia acusa Moscou de matar 24 civis em seus carros no nordeste do país
A Ucrânia acusou as forças russas neste sábado, 1º, de matar a tiros 24 civis, entre eles 13 crianças, em um ataque a um comboio de veículos perto da cidade de Kupiansk, recentemente reconquistada.

Na sexta-feira, tropas ucranianas haviam mostrado a repórteres da AFP um grupo de carros cravados de balas e vários corpos em roupas civis nos arredores de Kyrylivka, a uma curta distância a leste de Kupiansk.

Já neste sábado, o governador regional de Kharkiv, Oleg Synegubov, indicou um número preliminar de mortos de 24, entre os quais, segundo ele, havia uma mulher grávida e 13 crianças. “Os russos atiraram contra civis à queima-roupa”, disse.

Em um vídeo compartilhado por canais oficiais ucranianos, um funcionário do Departamento de Atendimento Médico de Emergência de Kupiansk confirmou esses números.

De acordo com um comunicado da promotoria da região de Kharkiv, “a fila de carros foi alvejada pelo exército russo em 25 de setembro, quando civis tentavam evacuar”.

As autoridades ucranianas iniciaram uma investigação e afirmam que as forças russas que foram expulsas de Kyrylivka no domingo passado estão por trás desse aparente massacre.

Repórteres da AFP contaram na sexta-feira os corpos de pelo menos 11 civis nos veículos destruídos, alguns queimados a ponto de estarem irreconhecíveis.

Tropas ucranianas que operam nas proximidades disseram ter encontrado os mortos em um trecho exposto da estrada ao lado de uma linha férrea, enquanto as forças russas derrotadas se retiravam da área.

Governador regional de Kharkiv, afirma que entre as vítimas havia uma mulher grávida e 13 crianças

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy