Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Supertufão Noru avança e intensifica evacuação na costa das Filipinas
Luzon – Um supertufão avançou em direção às Filipinas neste domingo, 25, e estava a caminho de atingir a ilha densamente povoada de Luzon, forçando a evacuação emergencial de cidades costeiras. Batizado como Noru, o ciclone carregava ventos máximos de 185 quilômetros por hora após uma “intensificação explosiva”, descreveu a agência meteorológica estatal.
A tempestade, a mais forte a atingir as Filipinas este ano, deve continuar a se fortalecer antes de atingir a costa 80 km a nordeste da capital do país, Manila, à tarde, ou à noite.
“Pedimos aos moradores em zonas de perigo que atendam aos pedidos de evacuação quando necessário”, afirmou o chefe da Polícia Nacional filipina, general Rodolfo Azurin.
As Filipinas são regularmente atingidas por tempestades, e os cientistas alertam que elas se tornaram mais poderosas como resultado do aquecimento global. O meteorologista Robb Gile disse que a rápida intensificação do Noru é “sem precedentes”. A agência meteorológica especificou que o tufão se fortaleceu em 90 quilômetros por hora em 24 horas.
Noru chega nove meses depois de outro supertufão ter devastado grandes extensões do país. Sua passagem deixou mais de 400 mortos e centenas de milhares de desabrigados.
Moradores de vários municípios da província de Quezon, aonde Noru chegaria, foram retirados de suas casas, disse Mel Avenilla, do escritório de emergência da província. Na província vizinha de Aurora, os habitantes do município de Dingalan tiveram de procurar abrigo.
Noru pode atingir ventos de até 205 quilômetros por hora quando tocar o solo, de acordo com a agência de meteorologia. Deve perder força, à medida que se move pelo centro de Luzon antes de entrar no Mar do Sul da China, na segunda-feira, 26, em direção ao Vietnã.
A agência meteorológica advertiu sobre perigosas marés, inundações generalizadas e deslizamentos de terra causados pelas fortes chuvas da tempestade. O supertufão pode danificar terras agrícolas na área e inundar cidades.
Considerada um dos países mais vulneráveis aos impactos da mudança climática, Filipinas recebe em média 20 tempestades por ano.

Agência de meteorologia do país informa que rápida intensificação do ciclone é sem precedentes

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy