Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Rússia diz ter feito mais de 1,2 mil ataques na Ucrânia de madrugada
Ucrânia – A Rússia afirmou nesta terça-feira, 19, que suas tropas atacaram com foguetes e artilharia 1.260 alvos militares em solo ucraniano ao longo desta madrugada. O número foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo e representa mais que o triplo dos ataques registrados nesta segunda-feira, 18.
A maioria dos ataques aconteceu no leste da Ucrânia, no qual a tropa russa tenta tomar cidades, como o caso de Kreminna.
O porta-voz do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov, argumentou que todos os bombardeios foram realizados contra alvos militares ucranianos. No entanto, governo de Kiev acusa os soldados russos de atacarem de forma deliberada regiões onde há civis.
Kreminna
A captura de Kreminna pode anunciar o início da grande ofensiva da Rússia no Donbass, no leste da Ucrânia, com combates violentos na cidade vizinha de Rubizhne. Com apenas 18 mil habitantes antes do conflito, a região foi tomada pelas forças russas nesta madrugada após três dias de combates. Isso deixa o exército do Kremlin a apenas 50 km a nordeste de Kramatorsk, a capital de fato da região do Donbass controlada por Kiev e um dos principais alvos de Moscou.
Esta bacia de mineração no leste da Ucrânia, onde estão localizadas as regiões de Luhansk e Donetsk, esteve parcialmente controlada pelos separatistas pró-russos desde 2014, quando começou uma guerra entre esses rebeldes e o governo de Kiev.
“Os combates duraram três dias e a Rússia usou um grande número de veículos blindados para atacar a cidade”, disse o chefe da administração militar de Kreminna, Oleksandr Dunets, à Rádio Donbass. “Os combates continuam na periferia”, acrescentou.

“Nossos defensores recuaram para novas posições”, disse o governador da região de Lugansk, Sergii Gaidai, acusando as forças russas de matar quatro civis que tentavam fugir da pequena cidade.

Moscou reorientou sua campanha para esta área de mineração no leste da Ucrânia, o novo epicentro do conflito após a retirada das forças russas do norte e em torno de Kiev.

A cidade de Kreminna está localizada às margens do rio Donets, cujo fluxo corre em direção a Rubizhne, Severodonetsk e Lysychansk, localizadas na linha de frente e alvos de intensos bombardeios de ambos os lados.

Rubizhne, com mais de 60 mil moradores antes da guerra, ficou sob o fogo de artilharia e morteiros das forças ucranianas na segunda-feira, particularmente da cidade vizinha de Novodruzhesk, constataram jornalistas da AFP.

As poderosas explosões podiam ser vistas e ouvidas de um aterro sanitário próximo a esta cidade mineradora, de onde emanavam colunas de fumaça preta e branca. Disparos de metralhadora também podiam ser ouvidos esporadicamente.

“Agora podemos dizer que as tropas russas começaram a batalha pelo Donbass, para a qual estão se preparando há muito tempo”, declarou o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, na segunda-feira à noite.

*Com informações da AFP

Número foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo e representa mais que o triplo dos ataques registrados nesta segunda-feira, 18

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy