Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Roslyn atinge o Pacífico mexicano como furacão de categoria 3
O furacão Roslyn tocou o solo na madrugada deste domingo, 23, no estado mexicano de Nayarit (noroeste), na costa do Pacífico, como fenômeno de categoria 3, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos.
O furacão entrou “perto de Santa Cruz, Nayarit, por volta de 11h20 GMT (8h20 de Brasília). Os ventos máximos sustentáveis são de 195 km/h”, afirmou o NHC em seu boletim mais recente.
O centro do furacão estava localizado a 90 quilômetros de Tepic, capital de Nayarit, e avançava a 26 km/h na direção norte-noroeste.
Santa Cruz é uma pequena localidade no município de Santiago Ixcuintla e tem 1.200 habitantes, que se dedicam fundamentalmente à pesca e agricultura.
O Serviço Meteorológico mexicano advertiu que Roslyn provoca fortes ventos, chuvas intensas, falhas no sistema de energia elétrica e ondas de até seis metros nas costas de Nayarit, Jalisco e Colima (oeste), todas no Pacífico.
No balneário de Puerto Vallarta, Jalisco, que tem 220 mil habitantes e é uma das maiores cidades na zona afetada pelo furacão, os ventos e o mar agitado foram registrados durante a madrugada.
Roslyn se formou como furacão na sexta-feira e de maneira inesperada, em poucas horas, virou um fenômeno de categoria 4, o que deixou em alerta as autoridades e os moradores de Nayarit e Jalisco. Este é fenômeno climático mais potente da temporada do Pacífico.
Centenas de moradores de áreas de risco abandonaram suas casas e seguiram para abrigos ou residências de parentes. As atividades comerciais foram suspensas na tarde de sábado.
Um furacão superior a 3 na escala Saffir-Simpson (que vai até 5) é considerado um fenômeno “maior”, potencialmente catastrófico.
Há duas décadas, o furacão Kenna atingiu as costas de Jalisco como categoria 4 e provocou quatro mortes, assim como prejuízos milionários.
Em outubro de 1997, Paulina, também de categoria 4, devastou a costa sul do Pacífico mexicano e provocou mais de 200 mortes.

Ventos podem atingir velocidade de 195 km/h

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy