Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Reino Unido tem uma semana para eleger novo primeiro-ministro
A renúncia da primeira-ministra britânica Liz Truss, realizada nesta quinta-feira, 20, força uma nova eleição interna no Partido Conservador, para que seu sucessor seja designado até a próxima sexta-feira (28), um prazo muito curto que impõe um processo acelerado.
Como este partido é maioria na Câmara dos Comuns, seu novo líder assume automaticamente a liderança do governo.
Para respeitar os prazos, o Partido Conservador estabeleceu um nível mais elevado de apoios parlamentares para que um político apresente sua candidatura: é preciso obter o endosso de 100 deputados conservadores até segunda-feira (24) às 14h no horário local (10h no horário de Brasília).
“Um limiar que pode ser alcançado por qualquer candidato sério” capaz de “ganhar”, explicou na quinta-feira, 20, Graham Brady, chefe do poderoso “Comitê de 1922”, encarregado pela organização interna do partido.
Como os conservadores têm 357 deputados, no máximo três candidatos serão autorizados a concorrer.
Se houver três candidatos, será organizada uma votação reservada apenas aos deputados do Partido Conservador para eliminar um deles. O ex primeiro-ministro Boris Johnson manifestou desejo de retomar ao cargo.
A votação acontecerá na segunda-feira (24), entre 15h30 e 17h30, horário local, e o resultado será anunciado às 18h (14h em Brasília). Em seguida, uma “votação indicativa” que reflita a preferência dos deputados entre os dois finalistas está agendada entre 18h30 e 20h30 e o resultado será anunciado às 21h (17h em Brasília).
Esta etapa deixa tempo para aqueles que obtiveram menos apoios renunciarem a sua candidatura se assim o desejarem.
Após a renúncia de David Cameron pela vitória do “Sim” no referendo sobre o Brexit em 2016, Theresa May venceu a disputa interna após o abandono de sua adversária Andrea Leadsom, sem a necessidade de passar por uma eleição pela base do partido.
Caso ambos os candidatos permaneçam na disputa após a consulta dos deputados, caberia aos 170 mil membros do Partido Conservador dar a última palavra e escolher o novo chefe de Governo.
Este é um eleitorado mais velho, mais masculino e mais branco do que todo o eleitorado britânico. E não tem necessariamente as mesmas aspirações que os deputados do partido.
Na última eleição, 142 mil eleitores escolheram Liz Truss, quando os deputados do partido claramente preferiram seu adversário, o ex-ministro das Finança, Rishi Sunak.
A votação dos membros do partido aconteceria online, até as 11h (horário local) de sexta-feira, 28 de outubro. O anúncio do resultado acontecerá mais tarde, no mesmo dia.

Boris Johnson quer retomar ao poder

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy