Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Heinrich Schliemann: o homem que ‘descobriu’ e quase destruiu Troia

Na década de 1870, o explorador Heinrich Schliemann partiu em direção às ruínas do sítio arqueológico em Hisarlik, na Turquia, para fazer seu nome na arqueologia. Disposto a descobrir todos os segredos sobre a, até então, desconhecida Troia, o alemão iniciou escavações na região para saquear um tesouro ainda mais antigo, quase vendo seus planos de contrabando destruírem todos os vestígios da lendária cidade asiática.

Filho de um ministro pobre, em 1846 Schliemann se mudou de Amsterdã para São Petersburgo, na Rússia, de modo a trabalhar como correspondente e guarda-livros. Um ano depois, ele tornou-se um proeminente empresário e já dominava nove idiomas além da sua língua natal, ocupando-se com empreendimentos comerciais que iam desde o negócio de índigo até a revenda de pó de ouro a contratos militares durante a Guerra da Crimeia.

Leia mais…

Na década de 1870, o explorador Heinrich Schliemann partiu em direção às ruínas do sítio arqueológico em Hisarlik, na Turquia, para fazer seu nome na arqueologia. Disposto a descobrir todos os segredos sobre a, até então, desconhecida Troia, o alemão iniciou escavações na região para saquear um tesouro ainda mais antigo, quase vendo seus planos de contrabando destruírem todos os vestígios da lendária cidade asiática.Filho de um ministro pobre, em 1846 Schliemann se mudou de Amsterdã para São Petersburgo, na Rússia, de modo a trabalhar como correspondente e guarda-livros. Um ano depois, ele tornou-se um proeminente empresário e já dominava nove idiomas além da sua língua natal, ocupando-se com empreendimentos comerciais que iam desde o negócio de índigo até a revenda de pó de ouro a contratos militares durante a Guerra da Crimeia.Leia mais…

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy