Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Furacão Agatha deixa 11 mortos e 33 desaparecidos no sul do México
Pelo menos 11 pessoas morreram e 33 estão desaparecidas após a passagem do furacão Agatha pelo México, informou nesta quarta-feira (1º) o governo de Oaxaca (sul), após confirmar mais uma morte nas últimas horas.

“São 33 desaparecidos e 11 mortos (…) basicamente na zona alta do litoral”, disse o governador de Oaxaca, Alejandro Murat, em videochamada durante a conferência presidencial diária.

Agatha, o primeiro furacão da temporada no Pacífico, atingiu a costa mexicana na tarde de segunda-feira nas proximidades de Puerto Ángel, deixando inicialmente apenas danos materiais, mas desencadeando chuvas intensas.

“Abraço os familiares daqueles que perderam a vida, desejo que encontremos os desaparecidos quando todas as comunidades puderem ser alcançadas, estaremos nessa busca”, disse o presidente Andrés Manuel López Obrador.

De acordo com a previsão do Serviço de Meteorologia mexicano, há uma probabilidade de 80% de que em cinco dias os remanescentes de Agatha saiam para o Atlântico com potencial de formação ciclônica, o que afetaria principalmente a Península de Yucatán.

As áreas mais afetadas são pequenas comunidades nas montanhas, de difícil acesso e onde as estradas estão fechadas devido a inundações e deslizamentos de terra, explicaram as autoridades.

Murat explicou que há um helicóptero pronto no balneário de Huatulco e se houver condições climáticas, será usado para chegar aos municípios incomunicáveis.

“Os efeitos nas rodovias se devem a deslizamentos de terra, queda de árvores, aumento da vazão dos rios e desabamento de duas pontes”, disse Laura Velázquez, coordenadora da Proteção Civil federal.

Na área afetada, uma das mais pobres do México, soldados e guardas nacionais foram mobilizados para limpar as estradas e tentar acessar as comunidades afetadas.

Um censo também começou a determinar o número de casas afetadas e um trabalho está sendo feito para restaurar completamente as telecomunicações e a eletricidade.

O Serviço Meteorológico do México alertou que os remanescentes de Agatha produzirão chuvas em uma ampla área do sul e leste do país.

“As chuvas podem gerar deslizamentos de terra, aumento do nível dos rios e córregos, além de transbordamentos e inundações em áreas baixas”, diz o Serviço Meteorológico.

As autoridades de Oaxaca e estados vizinhos permanecem em alerta devido às chuvas persistentes.

Todos os anos, o México sofre com ciclones tropicais nas costas do Pacífico e do Atlântico, geralmente entre maio e novembro. A temporada de 2021 foi moderadamente ativa com 40 fenômenos. Deles, 15 foram furacões, segundo o Serviço Meteorológico mexicano.

Em outubro de 1997, o furacão Paulina atingiu a costa do Pacífico mexicano como furacão 4 deixando mais de 200 mortos, sendo os estados de Oaxaca e Guerrero os mais afetados.

A tempestade atingiu o continente como um furacão de categoria 2; Mortes ocorreram devido ao transbordamento de rios e deslizamentos de terra

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy