Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Ex-vice-presidente do Equador condenado no caso Odebrecht é posto em condicional
Equador – O ex-vice-presidente equatoriano Jorge Glas, que cumpria pena por receber subornos milionários da empreiteira brasileira Odebrecht, saiu, neste domingo (10), em liberdade condicional após receber um habeas corpus por ordem do governo.
“Hoje, finalmente, nosso querido companheiro @JorgeGlas está livre, depois de ser vítima da mais feroz perseguição”, indicou pelo Twitter o movimento político Revolución Ciudadana, comandado pelo ex-presidente Rafael Correa (2007-2017), amigo e aliado de Glas.
Glas, que foi vice-presidente de Correa e reeleito em 2017 em chapa com Lenín Moreno, saiu caminhando para fora da prisão na cidade andina de Latacunga (sul), onde foi recebido por centenas de simpatizantes.
Jorge Glas estava preso desde outubro de 2017 e foi condenado a seis anos de prisão pela trama de corrupção da Odebrecht. Em meio a aplausos e gritos de “Glas, amigo, o povo está contigo”, ele subiu em um veículo e balançou uma bandeira do Equador, onde também fez com a mão um “V” – sinal de vitória – e levantou um cartaz com a foto de Correa com a faixa presidencial.
Um juiz de um tribunal rural da costa equatoriana concedeu, no sábado (9), o habeas corpus para o político, impondo sua “imediata libertação” e proibindo a saída do país e a apresentação, uma vez por mês, diante da justiça como medidas alternativas à prisão. O governo anunciou que apelará da decisão do juiz.

Jorge Glas estava preso desde outubro de 2017 e foi condenado a seis anos de prisão pela trama de corrupção

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy