Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Biden promete defender Taiwan militarmente de ataque da China
Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, afirmou na manhã desta segunda-feira (23), durante visita ao Japão, que os Estados Unidos estão preparados para intervir com uso de forças militares caso a China decida invadir Taiwan.
Ao ser questionado por jornalistas, o presidente disse que intervir na situação em questão é um compromisso feito pelo Estados Unidos, mas espera que a China não tente tomar Taiwan à força. 
Biden afirmou, também, que qualquer esforço por parte da China para usar força contra Taiwan se trataria de uma ação similar à invasão da Ucrânia pela Rússia.
O presidente descartou um conflito militar direito com Moscou, mas enviou bilhões de dólares em auxílio militar que ajudaram a Ucrânia a impor uma resistência mais forte do que a esperada à ofensiva russa.
A Lei de Relações com Taiwan de 1979, que regula as relações entre os EUA e a ilha, não requer que Washington aja militarmente para defender Taiwan de uma eventual invasão chinesa, mas garanta que o território tenha os recursos para se defender e evite qualquer mudança unilateral do status de Taiwan por Pequim.
Em resposta ao presidente do Estados Unidos, a China afirmou que está preparada para defender seus interesses em relação a Taiwan.
“Ninguém deve subestimar a firme determinação, firme disposição e forte capacidade do povo chinês de defender a soberania nacional e a integridade territorial”, disse Wang Wenbin, porta-voz do Ministério do Exterior da China.

Presidente dos EUA compara eventual investida contra Taiwan à invasão da Ucrânia pela Rússia e afirma que China “já está flertando com o perigo”

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy