Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Biden acusa Rússia de ‘atrocidade’ na cidade ucraniana de Kramatorsk
Washington – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, acusou a Rússia de cometer uma “horrível atrocidade” depois que pelo menos 50 pessoas, incluindo cinco crianças, foram mortas nesta sexta-feira, 8, no bombardeio da estação ferroviária da cidade de Kramatorsk, no leste da Ucrânia.

“O ataque a uma estação ucraniana é uma nova atrocidade horrível cometida pela Rússia, afetando civis que tentavam sair em segurança”, tuitou o presidente.

Jornalistas da AFP no local viram pelo menos trinta corpos em sacos mortuários ou sob lonas em frente à estação.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, denunciou a “maldade ilimitada” desencadeada pela Rússia e seus métodos “desumanos”.

Moscou negou ser responsável por este bombardeio, dizendo não ter o tipo de míssil que teria sido usado e denunciando uma “provocação” ucraniana.

Kramatorsk está na parte do Donbas sob controle ucraniano. O resto desta região é controlado desde 2014 por separatistas pró-russos, e Moscou fez da conquista desta área seu objetivo prioritário depois de retirar suas tropas da região de Kiev e do norte da Ucrânia.

Neste contexto, Kiev receberá um sistema de defesa antiaérea S-300 fornecido pelo governo eslovaco, ao qual Joe Biden agradeceu em comunicado à imprensa nesta sexta-feira.

Esta doação foi possível graças ao envio pela Otan de quatro baterias de defesa antimísseis Patriot para a Eslováquia.

“À medida que as forças russas se reposicionam para a próxima fase desta guerra, instruí meu governo a continuar a não poupar esforços para fornecer aos militares ucranianos as armas modernas necessárias para defender seu país”, acrescentou Biden.

Pelo menos 50 pessoas, incluindo cinco crianças, foram mortas em um bombardeio contra estação ferroviária nesta sexta-feira

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy