Portal Jornal

Seu portal de notícias!
Afeganistão acusa Paquistão de facilitar acesso de drones americanos
O ministro da Defesa talibã acusou o Paquistão neste domingo, 28, de permitir que drones dos Estados Unidos usem seu território para entrar no espaço aéreo afegão.

A acusação veio quase um mês depois que o presidente Joe Biden anunciou que um drone dos EUA matou o chefe da Al-Qaeda, Ayman al Zawahiri, em Cabul.

Segundo o ministro afegão Mohammad Yaqoob, drones americanos ainda são vistos sobrevoando Cabul, após passarem pelo Paquistão. “As informações que temos indicam que os drones americanos entram no Afeganistão a partir do Paquistão e usam o espaço aéreo paquistanês”, disse Yaqoob em entrevista coletiva em Cabul. “Pedimos ao Paquistão que não use seu espaço aéreo contra nós”, acrescentou.

O Ministério das Relações Exteriores do Paquistão chamou as acusações de Cabul de “conjecturais e bastante lamentáveis”, acrescentando que o Afeganistão deveria respeitar seu compromisso de “não permitir o uso de seu território com fins terroristas contra nenhum país”.

Após a morte de Zawahiri, o governo paquistanês negou permitir que os americanos usassem o espaço aéreo do Paquistão. A circulação de drones dos EUA é “uma clara invasão ao Afeganistão e ao seu espaço aéreo pelos americanos”, disse Mohmaed Yaqoob.

O Talibã sempre indicou que não tinha informações sobre a presença de Zawahiri em Cabul e que realizava uma investigação.

A morte do chefe da Al-Qaeda “foi reivindicada pelos americanos e está sendo investigada, não temos mais detalhes sobre isso”, reiterou Yaqoob no domingo.

A morte de Zawahiri foi o primeiro ataque conhecido dos EUA no Afeganistão desde que Washington retirou suas tropas do país em 31 de agosto de 2021, alguns dias após o Talibã retornar ao poder.

Acusação veio quase um mês depois que o presidente Joe Biden anunciou que um drone dos EUA matou o chefe da Al-Qaeda, Ayman al Zawahiri, em Cabul

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Generated by Feedzy